terça-feira, 16 de agosto de 2011

Apresentação para a Banca Examinadora. E agora?


Agora que você já entregou o seu TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) ou a sua Monografia, é chegada a hora da apresentação do trabalho à Banca Examinadora.

Tal como o TCC ou a Monografia que exigiram de você uma rotina planejada, assim é a apresentação, que também exigirá que você gaste um bom tempo de preparação de modo a ter o domínio do assunto, estar confiante e apto para a reta final deste percurso rumo ao tão almejado título de Bacharel.

Vamos ter em mente, então, que para elaborar uma boa apresentação deve-se seguir os seguintes passos:


- Elaborar um Resumo;
- Elaborar uma Apresentação Visual (slides);
- Desenvolver a Apresentação;
- Treinar a Apresentação.

Elaborar um resumo do trabalho a apresentar
Para se fazer uma boa apresentação é necessário realizar um bom resumo do
trabalho a apresentar de modo a que a Banca Examinadora perceba, de uma forma simples, o tema e conteúdo da apresentação. Então, um bom resumo deve ter:

• Uma ou duas frases introdutórias
(frases com poucas palavras, que prendam a atenção sem exigir esforço);
• Objetivos
(explicar de uma forma simples qual a finalidade da realização do trabalho que se irá apresentar);
• Metodologia
(quais as etapas de elaboração do trabalho apresentado e tempo de elaboração);
• Conclusões.

Elaborar uma apresentação visual (slides)
O cuidado na elaboração dos recursos visuais (slides) a serem apresentados é
extremamente importante. Para que se possam elaborar bons slides é
preciso ter em conta os seguintes aspectos:
- Calcular o tempo gasto na apresentação de cada slide
(normalmente, distribui-se o tempo necessário para a apresentação pelo número de
slides, sendo portanto necessário calcular o número necessário de slides a fazer);
- Incluir sempre o título em cada slide;
- Usar sempre letras minúsculas, exceto nas letras do título (ter ainda o cuidado de não se usar
letras pequenas demais, ou seja, é necessário usar letras de tamanho visível em
toda a sala onde se procede a apresentação);
- Não sobrecarregar o slide com muitas frases e figuras (usar um máximo de 7 linhas por slide e cerca de 7 palavras por linha, no caso de o slide ter duas ou mais colunas usar um máximo
de 4 linhas);
- Evitar ao máximo o uso de abreviaturas;
- Ao usar gráficos de barras, usar um máximo de 8 barras;
- Ao mostrar dados de outros autores ter o cuidado de colocar as referências dos mesmos.

Desenvolvimento da apresentação
A apresentação dos slides deve ser acompanhada de explicações breves que ajudem a perceber o conteúdo dos mesmos, equilibrando o gasto do tempo com a clarificação dos assuntos focados.

Treinar a apresentação
Terminadas as etapas anteriores, passa-se à etapa de treino da apresentação. Primeiro treina-se sozinho e posteriormente deve-se treinar com pessoas a assistir. A finalidade do treino é habituar o orador a saber para cada slide, qual o tempo gasto em apresentação bem como qual o discurso a utilizar (desenvolvimento da apresentação).

Apresentação
Chegando à fase de apresentação, é necessário ter consolidado as etapas anteriores. Agora:
• Seja firme e positivo;
• Fale devagar, com clareza, motivação e olhando para a Banca Examinadora;
• Use as mesmas palavras dos slides e aponte para os mesmos de forma a orientar a Banca;
• Responda às perguntas que lhe forem colocadas.

Boa Sorte!


Fonte: PEDRO, F.D.S. Como fazer uma boa apresentação. Portugal, 2007.

4 comentários:

Tamara disse...

Brigado, Alzira. Vou precisar de muita sorte, obrigado pelas dicas !!!

Luana Oliveira disse...

Excelente conteúdo, obrigada! Com certeza vai me auxiliar na hora da apresentação :D

Robério Lima disse...

VALEU PELO O CNTEUDO....

Daniele Almeida Ceccarelli disse...

Vocês indicam alguém que faz esse trabalho em ppt?

Obrigada,

Daniele.

Postar um comentário